Júlio César de Mendonça Chaves

Tenor, iniciou seus estudos musicais aos nove anos de idade na Corporação Musical Lira São Sebastião de Itatiaiuçu (MG), onde estudou os instrumentos; Clarineta, Sax Soprano, Sax Alto, Sax Tenor, Trompete, Trombone, Bombardino e Tuba sob orientação do Maestro Charles Roussin. Posteriormente, deu início aos estudos de canto tendo aulas com Hugo Silva, Marcos Thadeu Miranda, Francisco Campos, Amin Ferez, Rio Novelo, Isabel Maresca, Marília Vargas e Neyde Thomaz. É Bacharel em Canto pela Universidade Estadual de Minas Gerais (2012), formando-se pela classe da professora Marisa Simões. Foi vencedor do Concurso Jovem Solistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, na Categoria Canto em 2010. Participou de vários Master Classes e Festivais com os mais renomados professores nacionais e internacionais. Atuou como solista em obras como: Credo de Manoel Julião da Silva Ramos, gravando-o no 8o Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora, Messias de Handel com a Orquestra de Câmara de Itaúna (MG), La Cambiale di Matrimonio de Rossini, no Concerto de Encerramento da 2a edição do Festival Nacional de Música de Divinópolis (MG), O Guarani de Carlos Gomes no Teatro Castro Alves em Salvador (BA), Nabbuco de Verdi, no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte (MG), dentre Como cantor do Coral Lírico de Minas Gerais, já participou das óperas Aida, Macbeth e La Traviata, de Verdi; O Guarani de Carlos Gomes; Turandot, Tosca e La Bohème, de Puccini; Les Pêcheurs de Perles, de Bizet; Andrea Chénier, de Giordano. Participou, ainda, de várias obras sinfônico corais, do Oratório “Messias” de Handel e de corais como a 9a. Sinfonia de Beethoven e de Carmina Burana, de C. Tem se apresentado em vários Concertos com o repertório Camerístico e Operístico. É Maestro a dez anos da Corporação Musical Lira São Sebastião em Itatiaiuçu (MG) e atualmente cantor contratado do Coral Ars Nova.